Posts Tagged 'software livre'

Apropriação digital e o desenvolvimento social

Enquanto olhamos com otimismo as mudanças que o mundo digital tem proporcionado, milhões de pessoas continuam sem poder usufruir deste mundo. As pessoas já sabem disso e é por essa razão que falam de inclusão digital e de como isso é uma parte importante no processo de inclusão social. Mas utilizar o termo “inclusão” para isso não me parece ser o mais apropriado, a realidade demanda muito mais do que inclusão. E um dos caminhos é a apropriação digital.

A diferença que faço entre apropriação e inclusão parte do princípio de que ter acesso e saber usar, ou seja, apenas a inclusão, não é o suficiente. O verdadeiro potencial se mostra quando as pessoas, além de saberem usar, forem capazes de criar, comunicar e se mobilizar através do mundo digital. Além disso, a apropriação digital está fortemente enraizada junto aos conceitos de bem comum, que são muito bem representados por iniciativas como o creative commons e o mundo do software livre.

Por isso, o desafio de promover a apropriação digital é muito maior do que a inclusão, pois não basta apenas entregar um computador nas mãos das pessoas. É preciso educa-las não apenas para saber onde e como clicar nas coisas, mas principalmente em como gerar conteúdo a partir da tecnologia. Também há o desafio de educar para desprender-se da propriedade intelectual e aceitar que o conhecimento é direito de todos, ao mesmo tempo em que é preciso educar para utilizar o conhecimento ou conteúdo disponível, agregar o seu conhecimento ou conteúdo e então retorna-lo para a comunidade. Isso requer um repensamento dos próprios conceitos de valor, recompensa e status. A partir daí a criação de cultura, sua difusão e a produção intelectual serão potencializadas a um nível nunca antes previsto. Através dos meios digitais a criação de conteúdo torna-se acessível para todos, o que permite um enriquecimento cultural dinâmico e democrático. É por isso que a tecnologia e o mundo digital conectado tornaram-se tão importantes para a sociedade como um todo.

Acredito ser através da educação, da produção intelectual e cultural que se criam as bases de uma sociedade pacífica e produtiva. O efeito que a apropriação digital proporciona em uma comunidade organizada sobre os conceitos de bem comum me intrigam. É por esta razão que a partir de hoje eu tomo como desafio a educação e difusão desses conceitos. Para isso eu tomo como base um grupo de pessoas que sabem muito bem o que essas ideias significam para promover o verdadeiro desenvolvimento social: o coletivo de metareciclagem.

Anúncios